terça-feira, 3 de agosto de 2010


Queria tuas mãos suadas e um frio em tua barriga, um arrepio, ao imaginares minha presença, uma, digamos, reciprocidade de leve.

Não é pedir muito, é?

2 Comentários *=):

Ato Abstrato disse...

. quando procuramos/esperamos a reciprocidade temos, talvez, dois motivos: ou estamos fartos e já sem esperança; ou estamos antecipados ao que naturalmente deveria acontecer!

(:

Bárbara Lino ♥ disse...

Ou, ainda, as duas coisas ao mesmo tempo. Numa paradoxa personalidade, ou em um misto paradoxal de sentidos. *=)

Postar um comentário