sexta-feira, 6 de agosto de 2010

E vi o prédio. Meio que inesperadamente. E, no reconhecimento, emoção. Foram tantas as coisas ali vividas. Aprendi além. E, enquanto eu contemplava lembranças a partir daquela paisagem, que pra mim estava carregada de significado, as pessoas ao redor não conseguiam entender o que fazia uma garota sozinha, parada, olhando para o nada.

2 Comentários *=):

Frederico Fontes disse...

Tudo na vida nos deixam marcas...
Seja um prédio, uma bola... ou mesmo uma frase que vc escute. As lembranças vêm como um "vendaval" nesses momentos. =D

rayfarias disse...

reconhecimento e peripécia (:

[duas partes essenciais de uma tragédia]

=*

Postar um comentário