domingo, 8 de agosto de 2010

A concepção da realidade é moldada por valores morais adquiridos durante a formação social do indivíduo, fazendo-o desenvolver o conceito de certo e errado, a partir de verdades impostas pelos agentes socializadores. a esses valores impostos à sociedade, em favor dos que dominam, a fim de controlar suas ideias e atitudes, além de justificarem as contradições sociais, dá-se o nome de ideologia.

Através da imposição, a ideologia molda o pensamento da sociedade, controlando-a a partir da educação e da ideia de moralidade, penetrando em sua visão de mundo, de realidade, conceitos estes erguidos através da formação social do indivíduo. Assim, o poder ideológico a conduz a seguir os interesses próprios de quem domina, tornando as desigualdades e a própria subordinação como sendo coisa natural e, pior ainda, necessária, correta.

Essa naturalização das contradições sociais, das desigualdades, da subordinação existentes na sociedade é interessante para os que dominam. Pois, quando as pessoas se permitem impregnar pela ideologia, aceitam tudo como natural e inquestionável, portanto não desenvolvem o pensamento crítico em relação ao que está sendo imposto, entregam-se, assim, aos agentes controladores.

É importante que, por mais vulnerável que pareça estar-se às tantas ideologias impostas, regentes da sociedade, desenvolva-se um pensamento crítico, faça-se uma reflexão sobre tudo que está sendo imposto. A partir da reflexão pessoal, é possível perceber as contradições mascaradas pela ideologia e, assim, desenvolver a própria ideia e visão de mundo, desenvolver, pois, um pensamento mais independente.

[dissertação em aula]

2 Comentários *=):

jefhcardoso disse...

É necessário nadar contra a maré.
Jefhcardoso do
http://jefhcardoso.blogspot.com

pedroivomagalhaes disse...

"Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo.E examinai, sobretudo, o que parece habitual.Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nunca diga: “isso é natural”
para que nada passe
a ser imutável!"
Bertolt Brecht

Postar um comentário