sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Você vai para o inferno?

O otimismo humano é inacreditável. Peca-se, erra-se, comete-se erros quase que irreparáveis. Todos enxergam-se pecadores. Mas ninguém crer na possibilidade de ir para o inferno. Curioso, não?

Em um mundo tão inescrupuloso, no qual a maldade e a soberba regem 99% dos seres humanos, metades destes julgam-se excessões. Mas... Como poderiam, se apenas 1% - e nem tanto - podem dá-se ao luxo de serem 'classificados' como pessoas boas. Isso se chama hipocrisia... E das piores. O homem crer que o errar faz parte, mas esquece que o aprender também é de fundamental importância. E pela qual evoluímos. E muito.

Bem, visto que ninguém é assim tão "do bem" nem tão "do mau", acredito que cada um de nós deveria mergulhar em uma reflexão profunda, na qual tente-se enxergar o que de fato fazemos no mundo. Todo ser humano tem bondade e maldade. A diferença está em suas escolhas. Estas sim diferenciam e poderiam classificar em bons e maus. As pessoas imaginam que "achar-se bonzinho" é o bastante e ponto. Não é por aí... Tem que haver ação.

Então, o que poderia ser bom ou mau, se tudo está ligado ao referencial? Sem esquecer da consciência, realmente importante para definição de caráter. Assim sendo: - Você vai para o inferno?

1 Comentários *=):

Eu... disse...

Acredito e vivo fazendo e desejando para o mundo (os outros) o que eu gostarai que fizessem para mim. Acreito que o bem e o mau é uma forma de sobressair sem pensar nas consequencias que esses atos terão sobre os outros, e mesmo quando pensam são em si proprios.

Abraços.

Postar um comentário