domingo, 12 de dezembro de 2010

Um presente que eu recebi:

Porque esse tipo de presente faz parte dos meus favoritos.

Encantamentos

Tu, flor bárbara, faz-me feliz com teu desabrochar de pétalas delicadas...
Tuas folhas devem ser as verdes que encantaram outrora Quintana...
Mas teus doces sabores, vindos de tua fonte de vida, me fez encantar – mais do que ao verdadeiro poeta.
Teus pensamentos, a fonte, me fizeram pensar no que quero,
Fazem-me pensar mais, pensar... E agora penso...
Em quatro dias te olhei, em todos agora estarás...
Não mais pela sutileza tua, perceptível, em detalhes, disposições e formas, clarificadas aos olhos alheios...
Não mais pelo belo – quão belo é tudo, quando estás, em minha volta...
Levarei comigo, a composição desta flor bárbara, pelo conjunto dos sentimentos que a formam...
Que meus olhos, simples, perceberam na tua simplicidade, no teu toque suave, no sorriso, no acanhamento...
Queria que a flor estivesse, com suas folhas verdes variantes, em todos os sonhos...

-> Rodrigo de Assis
12/12/2010
1h38min

2 Comentários *=):

rayfarias disse...

UAU!

de fato, um presente eterno.

Road disse...

um dia depois, incrível (e estranho, mas estranho bom)... sonhei mesmo contigo! =D

Postar um comentário