quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Eu vejo neste presente-futuro...





















E ainda dizem que a humanidade se baseia no passado para evitar erros no presente-futuro.
Pura demagogia...

Acabo de ver cenas que me fizeram sentir a faísca de um passado sangrento nesse presente-fututo de democracia forjada...

Somos todos livres, contanto que aqueles que podem e deveriam ser devidamente afastados e derrubados aceitem isso. Caso contrário, que se jogue uma bomba em todos os manifestantes, pois nesta desdemocracia, não! Não há liberdade de expressão e manifestação.

E acaba-se por agredir a pessoa errada...
Quem realmente deveria estar à mercê de bombas?
Quem deveria estar levando umas palmadas [sendo espancado,na verdade, é mais apropriado] da polícia?
Quem é que deveria receber o impithimam?

[É claro que o caso deve ser analisado, mas onde está o poder de fogo do povo? Democracia = governo do povo. Quem se opor a isso estará devidamente declarando estado de sítio à ideologia]

Onde está este, ou aquele, país de todos?

Poupe-me!


[E, parafraseando Cazuza, "cansada de correr na direção contrária..."]

2 Comentários *=):

Fred disse...

Muito bom texto...

apoiada!!


Vivemos numa Democracia disfarçada... onde o povo não tem vez.

- Alisson Henrique - disse...

Pois é... "Que país é esse?" ♫

Vivemos num país de guerras. Tudo é guerra. As vezes nem percebemos, mas estamos numa guerra.
Temos que viver à base da ideologia. Como diz o poeta: eu quero uma prá viver.

Postar um comentário